quinta-feira, 31 de dezembro de 2009

Retrospectiva

Fazer a retrospectiva de uma vida não é algo simples, como isso me parecia no princípio. Eu pensava que bastava catalogar os grandes feitos e também as grandes dores. Mas não é bem disso que a vida é feita. Talvez a parte mais importante esteja justamente no dia a dia não poético. Aqueles que nem mesmo os mais simples poemas de Quintana sejam capazes de traduzir. Momentos cotidianos que acabam por tornar-se muito mais que “passarão” ou “passarinho.” Estes são os momentos difíceis de organizar em uma retrospectiva por mais organizados que pareçam aos que olham de fora, ou para aquele que vive a vida fingindo estar bem com o cotidiano.
Esquecendo todas as grandes vitórias e as grandes perdas, esquecendo até mesmo o que foi de mediano no ano que passa, eu me imponho à angustiante missão de rever o repetitivo.
...
Mas não consigo. É com o se eu me deparasse com o copo vazio; Com “uma metade tristeza, uma metade alegria... ”.

Não posso, não consigo rememorar... é muito pra mim. Assim como tem sido demais ousar pensar o futuro. Conheço as possibilidades e sei que muitos considerariam todas elas de enorme felicidade e sucesso. Mas.... eu não sei.
Música para este post.: Copo Vazio - Chico Buarque

8 comentários:

Alan disse...

Ultimo dia do ano...
O balanço.
Ultima postagem no olhares em 2009...
A reflexão.
Senti falta dos teus textos...
Agora sinto o "copo vazio" em relação ao significado desta "retrospectiva"...
Pois sei que as tuas palavras tem um peso bem maior do que elas disseram...
Se começamos todos os anos sem saber ao certo o que nos espera no devir, como todo mundo faz, eu faço votos! Faço votos de que não fiquemos pela metade em relação à esses momentos diários que não cabem nas poesias.
Quanto ao mais, não ouso perguntar ou imaginar. Me calo e espero.

Fabiano Che disse...

Welma?

Finalmente deu as caras...

Sorria mulher, estamos nos Anos 10, a era de aquario se aproxima.(WTF)

Fóssil disse...

Se não consegues rememorar, deu pra ver que consegues sentir. É o que realmente importa... os sentimentos que ficaram de tudo que se passou. É eles que ensinam e nos empurram pra frente. E à frente, tem o quê? Precipício ou o cume da montanha?

Como saber, não é?

Mas não importa, já estão te empurrando pra frente (só que tu podes dizer em qual direção).

Ana Paula disse...

Gostei muito do seu post. A vida deve ser olhada um dia de cada vez. Não adianta pensar no que virá a seguir ou no que já passou. Caminhar com um sorriso nos lábios na busca da nossa aprendizagem. As dualidades das coisas? São elas que nos formam e nos ensinam.
Parabéns pela escrita.

Estrela disse...

Boa noite!
Minha mente é complicadinha demais,apesar de ter parado para tentar refletir (e tenho conseguido) sobre minha vida pregressa,
mas leva tempo.
Abraços... e amei o blog!

somebody disse...

酒店經紀人,

菲梵酒店經紀,

酒店經紀,

禮服酒店上班,

酒店小姐,

便服酒店經紀,

酒店打工,

酒店寒假打工,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工經紀,

制服酒店經紀,

專業酒店經紀,

合法酒店經紀,

酒店暑假打工,

酒店兼職,

便服酒店工作,

酒店打工,

制服酒店經紀,

x disse...

for your benefit visit:
http://towardsx.blogspot.com/

Everton disse...

Gostei muito do post, parabéns pelo seu trabalho!